Cresce expectativa para encontro do PR com Rui

O imbróglio envolvendo a saída ou não do PR da base do governador Rui Costa deve terminar hoje após uma reunião decisiva convocada pelo petista com o deputado federal José Carlos Araújo, presidente da legenda na Bahia. Ontem, o assunto dos bastidores era que a legenda republicana já teria decidido migrar para a base do prefeito ACM Neto (DEM) e que iria indicar um nome para majoritária democrata. Segundo informações de bastidores, em o quadro a ser indicado seria do próprio PR, mas só vai seria anunciado, no entanto, no momento em que o democrata também tornasse pública sua candidatura à sucessão estadual. A coligação com o PR viabilizaria a candidatura do prefeito porque praticamente lhe assegura, com pouca diferença, o tempo de TV de que ele disporia caso se coligasse como MDB (que deve romper com Neto).

Procurado pela Tribuna para comentar as especulações, Araújo desconversou: “Não há nenhum acerto do PR com ACM Neto. Nenhum acerto. Podemos ter conversado, mas não há nenhum fato concreto quanto a isso”, garantiu. O republicano negou também que a legenda da qual faz parte esteja exigindo de Rui Costa o Departamento Estadual de Transito na Bahia (Detran-BA) e a secretaria estadual de Ciência e Tecnologia para se manter na base aliada. Com o crescimento dos rumores da mudança de lado do PR, Rui convocou uma reunião para tentar convencer o grupo de Araújo a ficar onde está. “Ele chamou os partidos, mas não me chamou ainda. Vamos conversar aí. Tudo isso que vocês estão ouvindo aí é especulação. Estou na base de Rui conversando”.

Araújo também falou que não vai mais se manifestar sobre políticos que podem entrar na legenda. “Todas as vezes que o partido partiu para crescer, alguém atrapalhou. Então, não vou falar quais deputados podem vir para nossa base. Porque todas as vezes que falamos, alguém vai em cima.”. Ele classificou como “especulação” os boatos de que o prefeito de Feira de Santana, José Ronaldo (DEM), pretende migrar para o PR. Ronaldo não foi encontrado pela Tribuna para comentar os rumores. Se o PR mudar de lado, o gestor democrata ficaria com 3 minutos e 12 segundos contra 3 minutos e 47 segundos do governador na programação normal na televisão – uma diferença de apenas 35 segundos.  Quanto às inserções de 30 segundos que se espalham pela grade, Neto teria 10 delas contra 12 do petista. Com a indicação do PR à vice, o prefeito de Feira de Santana, José Ronaldo, e o deputado federal Jutahy Magalhães Jr. (PSDB), sairiam ao Senado na chapa do prefeito.

“Sou uma pessoa muito aberta ao diálogo”

O prefeito ACM Neto, em entrevista à TV Record ontem, não confirmou a informação de que o PR decidiu migrar para a sua base. Questionado sobre o assunto, o democrata afirmou somente que “conversa com todos”. “Eu sou uma pessoa muito aberta ao diálogo, mesmo com partidos que estejam na base do governador Rui Costa. Eu tenho amizade histórica com o presidente na Bahia, deputado José Carlos Araújo, com Zé Rocha e Bacelar. Alguns já foram colegas de partido. Objetivamente, não ficarei especulando se o PR fará isso ou aquilo”, disse.

Neto também se diz satisfeito com o andamento de pesquisas internas de intenção de voto. “Eu tenho pesquisas e todas elas são animadoras. Se eu fosse me pautar exclusivamente pelas pesquisas, já teria decidido ser candidato a governador da Bahia. O que está em jogo pra mim não é ganhar ou perder eleição, eu tenho um projeto de vida. Desafio qualquer instituto sério que queira fazer uma pesquisa e publicar. Vai ver que nós estamos na frente”, falou. (HB)

Fonte: Tribuna da Bahia

Related Post

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *