Moradia digna: 650 mil residências serão construídas pelo Minha Casa Minha Vida

Confira os números do Minha Casa Minha Vida

Com um investimento total previsto de R$ 72,7 bilhões, mais 650 mil unidades habitacionais do programa Minha Casa, Minha Vida serão construídas em todo o País ao longo de 2018. Parte da verba virá do Orçamento da União (R$ 9,7 bilhões) e o restante (R$ 63 bilhões) do Fundo de Garantia de Tempo de Serviço (FGTS).

A meta foi anunciada nesta quinta-feira (8), pelos ministros das Cidades, Alexandre Baldy; e da Secretaria-Geral da Presidência, Moreira Franco. De acordo com eles, as moradias vão se dividir em: 130 mil para a Faixa 1 (famílias com renda de até R$ 1,8 mil mensais); 70 mil para a Faixa 1,5; 400 mil para a Faixa 2; e 50 mil para a Faixa 3.

Empregos

Segundo o ministro das Cidades, serão criados 1,4 milhão de empregos com as obras. “Vamos gerar emprego, reaquecendo a economia dos municípios, dando a oportunidade do trabalhador brasileiro colocar comida na mesa e dar mais dignidade à sua família”, disse Baldy.

Já Moreira Franco reforçou o empenho do programa Agora, É Avançar na retomada de obras paradas e na construção de moradias dignas para os brasileiros: “É um esforço de não só garantir o maior direito do cidadão, da casa própria, mas também de gerar mais empregos na construção civil”.

Arquivo/Agência Brasil

Programa Minha Casa, Minha Vida

Fonte: Governo do Brasil, com informações do Ministério das Cidades e Agência Brasil

Related Post

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *