Biometria: mais de 300 mil eleitores de Salvador foram recadastrados apenas em janeiro

O TRE da Bahia encerrou, nessa quarta-feira (31/1), o recadastramento biométrico dos eleitores de Salvador. Apenas em janeiro, último mês para realização do procedimento, um total de 340.712 mil títulos foram regularizados no banco de dados da Justiça Eleitoral. Responsável pela maior parte dos atendimentos da capital, a sede do órgão, localizada no CAB, biometrizou, durante o mês, 180 mil eleitores.

Na sede, de 02 a 31 de janeiro, considerando os atendimentos feitos pelos 19 cartórios eleitorais e pela Central de Atendimento ao Público (CAP), 182.697 eleitores informaram seus dados biométricos e garantiram presença nas Eleições Gerais 2018.

Nesses 28 dias de funcionamento, a média diária de atendimento apenas na sede do TRE-BA ficou em torno de 6.500 mil. Os dois últimos dias para realização do processo, 30 e 31, registraram o maior número de atendimento no local: respectivamente 10.056 e 12.381 eleitores.

O dia que antecedeu o encerramento do prazo, no entanto, foi o de maior procura na sede. Isso porque, parte dos atendimentos computados para a quarta-feira (31/1) refere-se, na verdade, aos eleitores que buscaram pela sede na terça-feira (30/1), uma vez que o atendimento nessa data avançou pela madrugada, sendo o último eleitor da fila da terça (30/1) atendido por volta das 5h da manhã do dia seguinte (31/1). No último dia para realização do processo, o atendimento foi concluído por volta da meia-noite.

Conforme dados do Tribunal Superior Eleitoral (TSE), dos 2.034.329 eleitores da capital baiana, 1.539.814 (75,69%) atenderam ao chamado da Justiça Eleitoral. Os quase 500 mil eleitores ainda não biometrizados deverão aguardar a publicação dos procedimentos a serem adotados para regularização.

Esquema especial

Ao longo de todo mês de janeiro, a sede do Eleitoral baiano funcionou por meio de um esquema especial, abrindo as portas à população também aos fins de semana. Com 27 postos biométricos instalados em Salvador, a sede do TRE-BA foi o único ponto que ofereceu o serviço sem o método de distribuição de senhas.

Para garantir o recadastramento do maior número de eleitores da capital, o presidente do órgão, desembargador José Edivaldo Rocha Rotondano, também determinou que todos os eleitores que estivessem na fila até o horário de encerramento (18h) fossem atendidos. Apenas na sede, 126 foram disponibilizados para o atendimento ao cidadão.

Para garantir a operação em capacidade máxima, cerca de 200 servidores – a cada turno – estiveram diretamente ligados ao recadastramento biométrico.

Fonte: TRE BAHIA

Related Post

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *