“Condenação de Lula é golpe na democracia”

O governador Rui Costa viajou ontem para São Paulo, onde participou da reunião da Executiva Nacional do Partido dos Trabalhadores na qual foi lançada a pré-candidatura do ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva ao Palácio do Planalto. A reafirmação da candidatura ocorreu após o Tribunal Regional Federal da 4ª Região (TRF-4) manter a condenação de Lula e ampliar a pena de nove anos e seis meses para 12 anos e um mês. Na avaliação do petista baiano, foi um “golpe na democracia” brasileira a posição da Corte, que sustentou a decisão do juiz federal Sérgio Moro, responsável pelo processo da Lava Jato na primeira instância. “O resultado do julgamento não causa surpresa. Lula já havia sido condenado há muito tempo, mesmo sem ser apresentada qualquer prova contra ele. A pergunta que não quer calar é: Cadê a prova contra Lula? Na verdade, Lula não perdeu. Quem perdeu foi a democracia, quem perdeu foi o Estado Brasileiro de Direito. A democracia e o Estado de Direito Brasileiro sofreram um duro golpe, que assustou a comunidade do nosso país e as principais democracias do mundo”, afirmou.

No entendimento do chefe do Palácio de Ondina, a decisão do TRF-4 entra “nas páginas de tristeza da história brasileira”. Favorável à candidatura do ex-presidente, Rui Costa disse Lula é “a única pessoa” que pode “reconstruir o país”.  Para ele, há um discurso de ódio no Brasil e é preciso pôr fim. “Defendo um Brasil sem ódio e sem ressentimentos, um país unido, que respeite o pensamento e a liberdade de expressão alheia, um Brasil que defenda, sobretudo, o direito de cada cidadão”, disse. “Precisamos defender um Brasil mais justo e mais igual, sem preconceitos, um país livre e soberano… Sem preconceitos contra quem é negro ou branco, contra quem é pobre ou rico, contra quem é nordestino ou não, contra quem é empresário ou trabalhador. Ao manifestar minha solidariedade ao presidente Lula, defendo um verdadeiro pacto de Estado, um pacto de paz”, acrescentou.

Lula foi acusado pelo Ministério Público Federal de receber propina da empreiteira OAS. A suposta vantagem, no valor de R$ 2,2 milhões, teria saído de uma conta de propina destinada ao PT em troca do favorecimento da empresa em contratos na Petrobras. Segundo o MP, a vantagem foi paga na forma de reserva e reforma de uma cobertura triplex, no litoral paulista, cuja propriedade teria sido ocultada das autoridades.

ACM Neto: ‘Nenhum brasileiro deve comemorar’

Apesar de ser adversário político, o prefeito de Salvador, ACM Neto (DEM), disse, ontem, que não comemora o resultado do julgamento do ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva (PT), que teve a condenação reafirmada pelo Tribunal Regional Federal da 4ª Região (TRF-4).

“Eu já tinha dito, antecipadamente, que não me cabia torcer, nem favor nem contra. Eu acho nenhum brasileiro deve comemorar este resultado. Uma decisão da Justiça deve ser apenas respeitada”, ressaltou o democrata, após a inauguração da Unidade de Saúde da Família (USF) Recanto da Lagoa II, no bairro de Fazenda Coutos. Perguntado se o impedimento da candidatura de Lula ao Palácio do Planalto torna o cenário mais favorável para os adversários, Neto assegurou que nunca se articulou pensando nesta hipótese.

“Em nenhum momento, contei ou deixei de contar com a candidatura do ex-presidente Lula. […] Eu acho que Lula sendo ou não candidato, não ganha a eleição. Nós vamos construir um projeto que vai discutir o futuro do Brasil e vai ser vitorioso. Honestamente, não nos cabe ficar fazendo conta de Lula candidato ou Lula não candidato. O problema do PT é com a Justiça. O nosso problema é com a política”, pontuou.

FONTE: TRBN

Foto: Secom/GovBa

Related Post

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *