José Ronaldo quer Nilo ao lado de ACM Neto

O prefeito de Feira de Santana, José Ronaldo (DEM), mostrou interesse, ontem (17), em ter o apoio do ex-presidente da Assembleia Legislativa da Bahia (AL-BA), Marcelo Nilo (PSL), para eleição deste ano. Os dois almoçaram juntos, anteontem, em um restaurante no Salvador Shopping. Segundo apurou a Tribuna, no encontro, Zé Ronaldo, como é mais conhecido, tentou convencer Nilo de que seria positiva a mudança para o lado do prefeito de Salvador, ACM Neto (DEM), já que o ex-presidente da Alba estaria desprestigiado no time do governador Rui Costa (PT) desde que deixou o comando da Casa Legislativa no início deste ano para o deputado estadual Ângelo Coronel (PSD).

“Não houve essa conversa de convite para isso ou aquilo, mas houve muita conversa política. Marcelo é um homem experiente e vivido. Disse a ele, em determinando momento, que ele deveria ter cautela. Este é momento de ainda ouvir e de se pensar. Ainda é muito indefinido o quadro político nacional”, afirmou o gestor feirense. Sobre abrir as portas para o ex-presidente da Alba no grupo de ACM Neto, José Ronaldo respondeu: “Não posso falar em nome do grupo, porque ainda não conversei com os companheiros. Mas, de minha parte, eu posso responder que conviver com Marcelo será, para mim, um prazer”.

Anteontem, Nilo contou que não recebeu um convite para ingressar na ala da oposição, mas não descartou “pular” para o lado do prefeito soteropolitano, caso ocorra um chamado. “Em 2014, Neto me convidou [para ser senador na chapa de Paulo Souto]. Em 2018, não me convidou. Mas, se tiver convite, eu penso e respondo”, falou. Desde o início do ano passado, Nilo tenta emplacar uma candidatura ao Senado, porém, depois de perder a disputa na Alba, viu o seu sonho ficar mais distante. Sem força política, diz ele, que desistiu e sua nova meta é ser eleito para Câmara dos Deputados na eleição deste ano. Além disso, quer eleger o seu genro, Marcelo Veiga, para Assembleia Legislativa. Nilo apalavrou com a presidente estadual do PSB, a senadora Lídice da Mata, no início deste mês, o seu ingresso na sigla socialista em março, quando abre uma janela partidária que permite ao político trocar de legenda sem sanções.

FONTE: TRBN

Foto: Carlos Augusto

Related Post

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *