Estudantes de Alagoinhas e de São Miguel das Matas são premiados em feira nordestina

Três projetos desenvolvidos por estudantes da rede estadual de ensino no âmbito do projeto Ciência na Escola, da Secretaria da Educação do Estado, foram premiados na Feira Nordestina de Ciência e Tecnologia (Fenecit), realizada entre os dias 19 e 23 de setembro, em Recife (PE). A feira visa despertar nos estudantes o interesse pela produção e o saber científico, através do desenvolvimento de projetos de pesquisas no cotidiano escolar.

Com o projeto “Da escola para o mundo”, orientado pela professora Maria de Lourdes Ramos, as estudantes Adrielle Bispo, Islaine Medeiros e Jeane Flávia Barreto, do curso técnico de nível médio em Recursos Humanos do Colégio Estadual Deputado Luís Eduardo Magalhães, localizado em Alagoinhas, conquistaram o 3° lugar na categoria Ciências Sociais. Além da medalha de bronze, elas também foram contempladas com credenciais para a Mostra de Ciências e Tecnologia da Escola do Açaí, que será realizada de 27 de novembro a 1° de dezembro, em Abaetetuba (PA).

“O nosso projeto tem o objetivo de aumentar a autoestima e a autorrealização dos alunos e de pessoas da comunidade local através da disponibilização de um psicólogo e assistente social. Além disso, promovemos oficinas de artesanato, orientação profissional, instrumentos musicais e outras, que são ministradas por oficineiros voluntários. Participar da feira foi muito enriquecedor e vai marcar as nossas vidas para sempre”, afirma Islaine Medeiros, 16 anos.

Outro projeto premiado do mesmo colégio foi o “Projeto Social Escolar de Educação Digital (PROSEED), criado por Deise Paula Reis, 18, do curso técnico de nível médio em Administração e que também possui orientação de Maria de Lourdes Ramos. O prêmio foi uma credencial para a próxima edição da Fenecit, em 2018. “O projeto visa a inclusão digital, por meio do qual oferecemos aulas de Informática para pessoas da comunidade, que não têm acesso a equipamentos e não possuem noções básicas. Gostei muito de participar da Fenecit, porque pude trocar experiências com outros estudantes e pensar em ideias para enriquecer o projeto”, revela a estudante.

O projeto “O uso de agrotóxicos na Agricultura Familiar Miguelense (São Miguel das Matas – BA): uma relação entre PIBIC e Escola”, desenvolvido pelos estudantes Leandro Andrade Santos e Jade Aisline dos Santos, que estudam o 3° ano no Colégio Estadual Aldemiro Vilas Boas, localizado em São Miguel das Matas, ficou em 2º lugar na categoria de Ciências Agrárias. Os estudantes ganharam credenciais para a XV Internacional de Semilleros de Investigación (ENISI), que será realizada na Colômbia, em 2018.

Leandro Santos, 17, fala sobre a participação no evento. “Foi muito interessante poder promover a conscientização sobre o descarte incorreto das embalagens de agrotóxicos e dos riscos do uso indiscriminado desses produtos”.

As estudantes Erica Almeida, 19 e Rebeca Silveira, 18, que fazem o curso técnico em Segurança do Trabalho, do Colégio Estadual Deputado Luís Eduardo Magalhães, em Alagoinhas, orientado pela professora Maria de Lourdes Ramos, apresentaram o projeto “SAB – O caminho para combater o descarte indevido do lixo e os problemas ocasionados a comunidade alagoinhense”. O projeto também será apresentado durante o Movimento Científico Norte Nordeste (MOCINN), que acontece a partir desta terça-feira (26) até sábado (30), na cidade de Imperatriz (MA).

Fonte: Ascom/Educação

Related Post

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *