CAMAÇARI 259 ANOS: Desfile em Abrantes resgata história do município

A população de Vila de Abrantes acordou em festa no último domingo (24/9), contando as horas para ir às ruas prestigiar o tradicional desfile cívico do distrito, e celebrar os 259 anos de Camaçari. O tema deste ano, “Camaçari, no tempo e na história. 259 anos de memória”, retrata bem a importância de se preservar a trajetória e a cultura de um povo, muito bem representada nas mais de 40 alas compostas por, aproximadamente, mil estudantes de seis unidades de ensino, entre escolas municipais e creches comunitárias.

Após o hasteamento da bandeira, o desfile iniciou com as apresentações do Tiro de Guerra, Defesa Civil e dos Desbravadores e aventureiros. Mas a arquibancada e os populares que assistiam ao longo das barras de contenção foram ao delírio quando os alunos trouxeram, com muita criatividade, detalhes da história e da cultura local tomando como base trechos do hino do município.

As porta-bandeiras do Centro Educacional Marquês de Abrantes entraram na avenida cheias de elegância e beleza, mas foi a Escola Municipal Eliza Dias de Azevedo, a primeira a passar com as alas representando os trechos do hino “O teu nome é planta que chora e constrói tua história dotada de encanto” e “De um povo com alma aguerrida”. As Creches Comunitárias Esperança da Estiva e Senhora Santana vieram em seguida e trouxeram pelotões abordando as belezas de Camaçari e o seu desenvolvimento.

O Centro Educacional Tancredo Neves trouxe uma reflexão sobre “Fraternal comunhão” e “A indústria, o turismo te acrescem labor e beleza”, outros trechos do hino municipal. Para mostrar as grandezas de Camaçari e da Bahia, o Centro Educacional Marquês de Abrantes trouxe o que o município e o estado têm como maior riqueza, o seu povo. Bem representando por alas, com artistas locais e estudantes caracterizados simbolizando dentre tantos ícones, a capoeira, o cordel e o samba de roda.

Com muito brilho e clamando por paz na sociedade, os jovens da Escola Sílvio Pereira Franco fecharam o ciclo das alas escolares no desfile, que também contou com a apresentação de grupos culturais e sociais, além de bandas e fanfarras que animaram a população e os alunos entre um pelotão e outro, que saia da avenida Tiradentes, nas proximidades do Colégio Estadual de Vila de Abrantes, em direção à igreja do Divino Espírito Santo, na praça da Matriz.

O prefeito Antonio Elinaldo agradeceu as cerca de mil pessoas que participaram do desfile, entre estudantes e profissionais que atuaram na organização do evento. “Sei que esse ato de civismo e cidadania é o resultado de muito trabalho e dedicação, sem dúvida é um lindo presente à população de Camaçari”, ponderou ao acrescentar que “o desfile foi um sucesso. É emocionante ver nossas crianças mostrando de forma criativa o que aprenderam em sala de aula. Esse é mais um momento em que aprendemos com elas”, concluiu.

FUNDAÇÃO

Camaçari foi fundada no dia 28 de setembro de 1758, por meio de decreto do Marquês de Pombal, que alterou o nome da Aldeia do Divino Espirito Santo para Vila de Nova Abrantes do Espírito Santo. Tempos depois, passou a ser chamada apenas de Vila de Abrantes.

Nessa época, as terras que compõem o Município pertenciam ao desembargador Tomaz Garcez Paranhos Montenegro. Graças à influência política, em 1860, ele conseguiu trazer a estrada de ferro para suas terras, o que impulsionou o crescimento da região.

O distrito de Camaçari só foi criado em 1920, ao ser desmembrado de Vila de Abrantes. Após cinco anos, passou a se chamar Vila Montenegro e em 1938 um decreto estabeleceu o nome do Município de Camaçari.

Autor: ASCOM/PMC

Related Post

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *