Estação do metrô em Bom Juá beneficia 70 mil soteropolitanos

Estação metrô Bom Juá

Os moradores da região de Bom Juá, em Salvador, já podem utilizar, a partir desta quinta-feira (23), a estação do metrô, inaugurada pelo governador Rui Costa, com a presença do ministro das cidades, Gilberto Kassab. O deslocamento dos usuários, entre Bom Juá e a Lapa, será feito em aproximadamente 15 minutos. Com a entrega da sexta estação do equipamento público, a Linha 1 do metrô passa a ter nove quilômetros de extensão, ampliando também seu potencial de embarque. A nova estação, que possui 5.150 metros quadrados de área construída, beneficia cerca de 70 mil moradores dos bairros da Fazenda Grande do Retiro, São Caetano, Calabetão, Mata Escura, Arraial do Retiro, Barreiras e São Gonçalo.

Segundo Rui Costa, as obras do metrô prosseguem com investimentos feitos a partir de empréstimos tomados pela CCR Metrô Bahia, empresa da iniciativa privada que administra o equipamento em Salvador. “Em junho ou julho, será entregue a estação de Pirajá e, até 2017, teremos 41quilômetros de metrô em Salvador”. A estação Bom Juá começou a atender o público logo após a cerimônia de inauguração, realizada com a presença do prefeito de Salvador, Antônio Carlos Magalhães Neto, e de outras autoridades.

Kassab disse que os investimentos em Salvador, como os aplicados na mobilidade, vão continuar e têm sido prioridade para o governo federal. “Já foi investido um volume grande, cerca de R$ 2,3 bilhões nos últimos anos, possibilitando que as obras continuem sendo executadas”.

Economia de tempo 

A diarista e cuidadora de idosos, Maria das Neves, 65 anos, mora na Rua Rio Branco, próxima à entrada da nova estação. Esperando o ônibus no ponto pela última vez, enquanto a solenidade era realizada, ela disse que na quarta-feira (22) ficou esperando ônibus no Barbalho por uma hora e quarenta minutos e ainda enfrentou mais uma hora no engarrafamento, até conseguir chegar em casa. De metrô, o mesmo trajeto teria sido feito em menos de 15 minutos. “Se fosse hoje, eu teria ido até o Campo da Pólvora e pegado o metrô. Às vezes eu também ia até o Retiro pegar o metrô para ir ao centro, só para não enfrentar os engarrafamentos. Hoje mesmo, mais tarde, vou pegar o metrô para ir ao Shopping Bella Vista”.

A nova estação é moderna e confortável e segue os padrões de acessibilidade com rampas, elevadores e escadas rolantes, piso-tátil e sinalização-tátil nos corrimãos das escadas. Também tem sanitários públicos feminino e masculino e sanitários adaptados para pessoas com deficiência. As linhas 1 e 2 do metrô têm investimento total de R$ 3,6 bilhões dos governos estadual e federal e da concessionária CCR Metrô Bahia.

Projeto VLT

Durante o evento, o governador Rui Costa disse que apresentou ao ministro o projeto do VLT, que vai substituir o trem do Subúrbio Ferroviário de Salvador. “Sobrevoamos o trecho e estamos prontos para licitar, assim que houver a autorização da Caixa. Serão 18 quilômetros de VLT, saindo de Paripe até o Comércio”. As obras de transporte de massa na capital baiana vão se somar a outras já concluídas ou em andamento, como as avenidas transversais, linhas Azul e Vermelha, ligando a Orla Atlântica ao subúrbio, passando pela Gal Costa, Pinto de Aguiar, 29 de Março e Orlando Gomes.

Para o governador, a cidade está passando por uma grande transformação, a partir do projeto Mobilidade Salvador. “As obras abrem o vetor de desenvolvimento, com a instalação de novos equipamentos. Já temos um grande empreendimento da iniciativa privada sendo construído entre Pirajá e Águas Claras, que deve gerar até seis mil empregos permanentes, além dos postos de trabalhos criados durante a construção”.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *