População reage bem às ruas sem ambulantes em Alagoinhas

Casa de praia, centro 057A cidade de Alagoinhas amanheceu com outro aspecto. As ruas centrais da cidade estavam invadidas por carros e pedestres e não mais por ambulantes. Por quase seis anos a prefeitura local estudou várias possibilidades, mas somente agora, com a construção do Camelódromo, foi que encontrou uma saída para o problema.

Eram centenas de camelôs espalhados pelas principais ruas da cidade, facilitando a ação de vândalos e ladrões, que atuavam, principalmente, nas saídas de bancos e supermercados. Idosos e mulheres eram as principais vítimas.

A ação, desencadeada pela Sesep – Secretaria de Serviços Públicos, contou com o apoio da Polícia Militar e Ministério Público. Cerca de 30 fiscais monitoraram durante toda a manhã de hoje (26), os principais pontos onde os camelôs se instalavam.

A iniciativa contou também com a participação da Semag – Secretaria de Agricultura de Alagoinhas, que ajudou na relocação dos vendedores de frutas no centro da cidade.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *